A INFLUÊNCIA MACROECONÔMICA NA FORMAÇÃO DOS PREÇOS E DA DEMANDA DE PRODUTOS EM UMA FARMÁCIA EM PRESIDENTE PRUDENTE

Alexandre Godinho Bertoncello, Elaine Silva, Janaina Silva Fonte, Lechan Colares Santos

Resumo


As influências que uma empresa sofre com as condições macroeconômicas são significativas. O setor farmacêutico, aparentemente, tem condições diferentes conforme a qualificação dos bens oferecidos. Esse trabalho demonstra e avalia os resultados verificados em uma farmácia de Presidente Prudente, em relação à gestão e classificação dos bens oferecidos e ao momento financeiro do país. Foram avaliados os níveis de compra dos consumidores a fim de diagnosticar a classificação de elasticidade dos produtos e as classificações em relação aos níveis de necessidade. Foi feito um levantamento bibliográfico para classificar os produtos e identificar as metas e ferramentas macroeconômicas que mais influenciam o setor, seguido pela criação de um modelo VAR com espaço temporal de dois anos para analisar a correlação entre aspectos macro e microeconômicos. Comprovou-se através desta pesquisa que a farmácia utiliza métodos de classificação coerentes, mas que inevitavelmente a meta macroeconômica Emprego afeta e afetará diretamente os resultados de forma intensa.


Palavras-chave


Farmácias; Preços dos Produtos Farmacêuticos; Macroeconomia; Desaceleração da Economia; Paradoxo de Giffen.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Conbrad

Qualis B5